Além disso, cole esse código imediatamente após a tag de abertura :
Loader

Blog

23 ABR Enem para treineiros: quais as vantagens?

Enem para treineiros: quais as vantagens?


O Enem é um dos principais meios para os estudantes ingressaram na universidade. Quanto mais preparado o candidato estiver mais chances de ser bem-sucedido na prova. Participar do concurso como treineiro por sua vez, é uma ótima oportunidade para o aluno. São muitas as vantagens, entre os destaques:

- Testar seus conhecimentos;
- Ganhar experiência;
- Conseguir ainda mais habilidades para quando for prestar a prova como candidato oficial.

Além disso, estudos relacionados à nossa mente e nossas emoções também reforçam que nosso cérebro registra os momentos que vivemos, guarda-os na memória e nos envia sinais quando estamos revivendo esses momentos. Esse movimento pode colaborar para reduzir a ansiedade. Participar do Enem como treineiro, por exemplo, pode dar mais segurança ao estudante quando a prova estiver ‘valendo’. 

Ainda, comparando alguns processos, fazer simulados no colégio é bom, mas nesse caso o aluno está em seu ambiente de rotina, com ‘conforto e segurança’. Por outro lado, quando ele faz o Enem como treineiro precisa seguir as recomendações do concurso, se dirigir ao local indicado pela organização, ficar atento aos horários e todas as demais regras que envolvem o processo. Então, quando o estudante vai realizar essa prova pela segunda vez a tendência é que a adrenalina diminua, pois não é mais novidade, e ele tenha mais segurança para executar os exercícios.

Quem pode fazer?
Orientamos todos os nossos alunos da 2ª série do Ensino Médio a participarem do Enem como treineiros e a viverem essa experiência. Vale muito a pena para treinarem o conhecimento. Não recomendamos para os alunos da 1ª série porque o conteúdo estudado ainda estará um pouco distante do que poderá ser cobrado. Mas na 2ª série, até a prova do Enem, ele já terá passado por boa parte do conteúdo.

Fique atento!
Fora isso, outro ponto importante para o aluno treineiro é ter a oportunidade de fazer a prova e conhecer seu formato e o sistema de correção adotado, conhecido como TRI (Teoria de Resposta ao Item), que é um sistema matemático que tem capacidade de analisar as questões que o estudante respondeu corretamente, dar um peso específico para cada acerto e até saber se o aluno sabia mesmo determinada questão ou se ‘chutou’ a resposta. Basicamente, as perguntas são divididas entre fáceis, médias e difíceis e distribuídas por toda a prova. Não há nenhum sinal indicando o grau de dificuldade da questão. Estatísticamente, o modelo avalia as respostas e observa se o candidato errou muitas perguntas fáceis e acertou muitas das difíceis, considera isso ‘improvável’ e que ele ‘chutou’ as respostas. Assim, a média do aluno pode cair. 

E por fim, outra coisa interessante para os treineiros é saber em quais áreas têm mais facilidade ou dificuldade. Identificando as disciplinas para as quais precisam se preparar mais para as provas, terão um ano inteiro para investir mais nos estudos e estar prontos para o próximo Enem.

Se liga
As inscrições para o Enem já estão abertas. Fique de olho para não perder os prazos. Para saber mais, clique aqui 

Boa leitura!

Silvia Helena Raimundo de Carvalho, diretora pedagógica do Colégio Sigma.